Página principal | Cursos de Espanhol | Cultura espanhola | Brochura | Inscrição

08-08-2008  
Aprender espanhol
Sobre a E.I.
Porquê aprender o espanhol?
Porquê a E.I.?
Brochura Grátis
Inscrição
Centros E.I.
Alcalá de Henares, Espanha
Salamanca, Espanha
Málaga, Espanha
San Rafael, Costa Rica
Cuernavaca, México
Cursos de espanhol
Ofertas especiais
Cursos de espanhol
Alojamento
Actividades / Excursões
Preços e datas
Serviços gratuitos
Exame de nível
E.I.
Vídeo
Álbum de fotos
Recomendações
Newsletter
Os nossos contactos
Download
Informação
Visto
Créditos Universitários
Estudantes Suecos - CSN
Bildungsurlaub
Colaboradores E.I.
Agentes E.I.
Universidades e Escolas
Guias práticos

 Espanha  Costa Rica  México
 

Guia de Espanha

A Espanha é um país vivo, com uma grande variedade geográfica e uma cultura apaixonante. Aprende mais sobre as diversas facetas da cultura espanhola falando com as pessoas de uma pequena aldeia de pescadores ou aproveita as oportunidades culturais de uma grande cidade como Madrid. Participa na vida artística e intelectual de uma cidade moderna ou desfruta do estilo de vida relaxado das costas do sul. Experimenta alguma das grandes paixões dos espanhóis, como uma corrida de touros, o baile flamenco ou um agradável passeio pela plaza da cidade. A história de Espanha não se reflete apenas nos monumentos e museus que irás visitar, mas também nas lendas que os espanhóis te irão contar. Praias de areia fina, sol, vinhas e olivais, bonitas paisagens, tudo isto cria um cenário apropriado para uma experiência inesquecível em Espanha.

Clima | Moeda e dinheiro | Comer em Espanha - Hábitos culinários | Gastronomia | Festas e eventos anuais


Clima


Espanha é famosa pela quantidade de dias com sol por ano. Em todo o país o clima tem 4 estações bem diferenciadas. A Primavera e o Outono são as melhores datas para viajar para Espanha.

O tempo muda muito em Espanha. É certo que o sol brilha muitas vezes e as temperaturas variam bastante de uma estação para outra. É melhor que leves roupa adequada para o período em que vais realizar o curso. De seguida damos-te alguns conselhos para seleccionares a roupa que podes trazer:

Verão. O sol é forte em toda a Espanha e faz calor. Em Alcalá e Salamanca, é um calor seco, pelo que à sombra está-se bem. Málaga, como está situada ao lado do mar, permite desfrutar da praia no tempo livre. Necessitarás de roupa leve como por exemplo t-shirts, calções, saias, vestidos leves e um casaco para as noites. As temperaturas oscilam entre 25 e 35º C ou entre 77 e 95º F.

Outono. Em Alcalá de Henares e Salamanca, o clima é muito variável. No entanto há dias com sol e também nublados. Necessitarás de um casaco, um impermeável, um guarda-chuva e camisolas, mas também de algumas t-shirts para o caso de estar sol. As temperaturas oscilam entre 5 e 19º C ou entre 41 e 66º F.

Em Málaga o clima é ensolarado com temperaturas suaves. Às vezes há nuvens mas a maior parte do tempo está sol. Chove poucas vezes. Podes trazer t-shirts e uma camisola ou casaco fino. As temperaturas oscilam entre 15 e 19 º C ou entre 59 e 66º F.

Inverno. Em Alcalá de Henares e em Salamanca o Inverno é frio e às vezes neva um pouco. Necessitas de trazer camisolas grossas e um casacão quente. As temperaturas oscilam entre 2 e 15º C ou entre 35 e 59º F.

Em Málaga o clima é temperado e ensolarado. Durante as noites necessitarás de uma camisola ou um casaco mais grosso. As temperaturas oscilam entre 12 e 15º C ou 54 e 59º F.

Primavera. Em Alcalá de Henares e Salamanca o tempo muda muito. Chove às vezes e quando o céu está nublado faz frio, mas se aparece o sol faz calor. Necessitarás de roupa de Inverno e de Verão. As temperaturas oscilam entre 10 e 21º C ou entre 50 e 70º F.

Em Málaga, o clima é suave e ensolarado. Necessitarás de roupa de meia estação (de Primavera-Verão), mas não te esqueças de trazer algo mais grosso para o caso das temperaturas baixarem durante a noite. As temperaturas são iguais às do Outono.

Moeda e dinheiro

A moeda de Espanha é o Euro. Os cheques de viagem podem ser cambiados em qualquer banco. Os cartões de crédito Visa, American Express, Mastercard e Diners Club são aceites na maioria dos estabelecimentos. Podes ver o câmbio atual da moeda do teu país com o Euro em www.oanda.com/convert/classic

Se é a primeira vez que vens a Espanha por favor lê atentamente a informação que te facilitamos de seguida sobre o nível de vida e o preço das coisas. Estas indicações ajudar-te-ão a prever o dinheiro necessário para a tua  estância.

Recomendamos-te que tragas algum dinheiro para a viagem e um cartão de crédito internacional para poderes levantar dinheiro diretamente durante a tua estância; também podes trazer cheques de viagem.

Por exemplo, podes trazer aproximadamente 90,00 € para os gastos da viagem e para os primeiros dias em Espanha. O dinheiro que irás necessitar durante o teu programa dependerá do tipo de alojamento e do curso que tenhas escolhido. Se escolheste um curso de Verão com as excursões e atividades culturais incluídas no preço e vives numa família em regime de pensão completa, necessitarás de menos dinheiro do que se escolheste viver num apartamento de estudantes e num curso que não incluí o preço das atividades culturais. Se vais viver num apartamento recomendamos-te que tenhas previsto um mínimo de 60,00 € por semana.

Preparamos uma lista de preços de alguns artigos e serviços para que os possas comparar com os preços do teu país. (clica aqui para veres a lista de preços)

Comer em Espanha - Hábitos culinários

O pequeno-almoço (el desayuno)

Muitas pessoas tomam o pequeno-almoço a meio da manhã num bar ou café e é simplesmente café e bolos. O sumo de laranja natural é também popular e pode pedir-ser na maioria dos cafés. Não te surpreendas se te oferecerem o sumo com um pacotinho de açúcar. Nas famílias o pequeno-almoço consiste numa chávena de café ou de leite ou de leite com chocolate acompanhado com bolachas, madalenas, pão torrado ou bolos. Muitos estudantes aproveitam a pausa a meio da manhã para tomar o segundo pequeno-almoço no café porque a hora de almoço é muito mais tarde em Espanha do que noutros países. O pequeno-almoço espanhol mais tradicional são "churros" ou "porras" com chocolate quente. Prova num café ou numa "churrería" este pequeno-almoço típico, parecido com os donuts, recém fritos todas as madrugada. Se preferires um pequeno-almoço mais forte podes pedir uma tapa de tortilha, uma sanduíche mista ou mista com ovo.

O almoço (la comida)

Em Espanha almoça-se entre as 13:30 e as 16:00 e é a comida principal do dia para os espanhóis. Quase todos os restaurantes têm durante a hora de almoço um menu diário que é mais econômico do que escolher na ementa e pode incluir pratos excelentes. Um menu diário normalmente consiste num primeiro prato, um segundo e a sobremesa. É possível escolher entre 2 ou 3 opções para cada prato e também incluí pão e vinho ou outro tipo de bebida.

O primeiro prato pode ser tão leve como uma sopa ou uma salada ou tão forte como lentilhas com chouriço. O segundo prato pode ser peixe, carne ou frango. A sobremesa pode ser fruta da época, pudim flan ou tarte. O vinho que normalmente está incluído no menu não é das melhores marcas e muitas vezes os espanhóis    bebem-no misturado com gasosa, bebida ligeiramente doce e refrescante com gás. Claro que é possível pagar mais e pedir uma garrafa de vinho de melhor qualidade. Ao contrário do que pensam muitas pessoas de outros países não é comum que as pessoas durmam a sesta depois do almoço.

O jantar (la cena)


Os espanhóis jantam bastante tarde em comparação com outros países - entre as 21:00 e as 23:00 - especialmente no Verão ou durante os fins-de-semana. Enquanto alguns jantam comida pesada, outros apenas comem algo leve como umas tapas, salada ou uma sanduíche.


Comer bem e barato

A Espanha tem muito para oferecer aos que querem comer bem sem pagar demasiado. De seguida encontrarás alguns conselhos para provar as comidas típicas. Habitua-te a comer muito na hora de almoço escolhendo entre os restaurantes pequenos que oferecem menu diário por um preço razoável. Os peixes e os mariscos são mais frescos e baratos do que noutros países europeus. Atualmente Espanha é o segundo país do mundo em consumo de peixe e marisco per capita, depois do Japão. Normalmente as refeições formais ficam mais caras ao jantar do que ao almoço. Para jantar é mais econômico tomar um copo de vinho ou uma cerveja num bar porque normalmente vêm acompanhados por tapas. É possível provar muitos pratos típicos comendo tapas nos bares. Além disso, não te preocupes se não falas espanhol e não entendes o menu, a maioria dos bares têm as tapas colocadas num mostrador para que apenas tenhas que assinalar a que mais te apeteça.

Gastronomia

A comida espanhola é apreciada e valorizada em todo o mundo pela sua qualidade e pela variedade de produtos e pratos. Em Espanha as diferenças de clima e de estilo de vida fazem com que cada região mantenha por tradição as comidas típicas da zona. As receitas espanholas reinterpretadas por cozinheiros atuais contribuíram para a valorização da cozinha espanhola como uma das mais interessantes do mundo da gastronomia. Como nota especial, a influência árabe no sul de Espanha nota-se no uso de frutas e vegetais, do azeite, especiarias e determinadas sobremesas de Andaluzia. Dependendo da cidade que escolham, os estudantes têm a possibilidade de provar as comidas regionais como por exemplo o "Cocido Madrileno", o "Cochinillo de Castilla e León", a "Paella de Valencia" ou o "Gazpacho Andaluz".

Cocido Madrileno

Sem dúvida alguma a comida madrilena mais típica é "o Cocido". Em Espanha há muitas variedades deste prato mas basicamente é um guisado de grão-de-bico, repolho, chouriço, morcela, toucinho, recheio de pão e carne de frango, de vitela ou de porco. Normalmente come-se em primeiro lugar o caldo deste guisado com aletria, como sendo um prato de sopa, em segundo lugar o grão-de-bico e o repolho e em terceiro lugar as carnes e o recheio.

Comidas de Andaluzia

Andaluzia é a terra da vinha e da oliveira. Nesta região produz-se uma grande quantidade de azeite e das uvas com um sabor especial nasce o genuíno vinho "jerez". Na culinária desta região há uma influência exótica árabe, especialmente nas sobremesas usa-se muito as amêndoas, os figos, as gemas de ovo e os cremes espessos com caramelo. As tapas são uma tradição em Andaluzia e é muito freqüente que nos bares acompanhem o vinho ou a cerveja com um prato de azeitonas.
Com o descobrimento da América, chegaram a Espanha muitos produtos novos que rapidamente se incorporariam na culinária espanhola e sobretudo na andaluza. Entre os ingredientes novos convém assinalar o tomate e o pimento, que hoje em dia são a base de numerosos pratos tipicamente andaluzes e que actualmente conhecemos com o nome genérico de "gazpachos". O "gazpacho" (gaspacho) é talvez um dos pratos espanhóis mais conhecidos universalmente pelos estrangeiros.

Em Andaluzia também se come uma grande variedade de peixes e mariscos. As anchovas ("boquerones") cozinham-se de muitas maneiras, sendo algumas das receitas mais típicas as anchovas com limão à malaguenha, as anchovas fritas e as anchovas em vinagre.

Paella de Valencia

A "paella" é talvez o prato mais conhecido da rica e variada gastronomia espanhola. A origem da paella, como também a de todos os pratos da cozinha popular de cada zona, não é mais do que a junção dos elementos que cada povo tinha à sua volta. Na zona de Valencia há uma rica zona de horta com verduras frescas, assim como frangos e coelhos para o consumo familiar e existe uma zona de arrozais. Além disso se a isso juntarmos o marisco e o peixe na zona mais costeira, bem como o azeite próprio desta região, teremos todos os ingredientes necessários para que se realizem a maioria das paellas clássicas. Os dois tipos de paella mais populares são a paella valenciana, uma combinação de arroz, frango, coelho, tomate, feijão verde e açafrão e a paella de marisco, que é feita com arroz e produtos do mar como os chocos, calamares, mexilhões, gambas, lagostins, lagosta, amêijoa, alho, azeite, tomate, colorau e açafrão. Há muitos mais pratos elaborados com arroz, como o arroz de frango (arroz con pollo) ou o arroz escuro (arroz negro) que é feito com a tinta negra dos calamares. Normalmente a paella cozinha-se num tacho próprio (paellera) ou sertã plana, larga e pouco funda e na maioria dos restaurantes preparam-na para um mínimo de duas pessoas.

Cantábria e Astúrias

A sidra, sumo de maçãs fermentado, é tradicionalmente a bebida preferida desta região. É quase um ritual tomar sidra. Os pequenos grupos de amigos juntam-se em chiges, que são equivalentes às tabernas de vinho, para beberem um copo de sidra. O escanciador é o mestre que serve a sidra, que tem que a servir esticando o braço com que pega na garrafa por cima da cabeça e esticar o braço com que segura o copo até abaixo e nesta postura deixar cair um jorro de líquido em direção ao copo. Serve-se apenas uma pequena quantidade e a pessoa que a bebe tem que deixar um pouco de sidra para enxaguar a borda do copo antes de passá-lo à pessoa seguinte.
Nas Astúrias e Cantábria destaca-se também o leite tão bom que produzem as vacas que pastam próximo dos Picos da Europa. Há uma grande variedade de pratos baseados em produtos lácteos como por exemplo sobremesas de arroz doce, queijos como o de Cabrales e boas manteigas. O queijo de Cabrales é um queijo cremoso elaborado com leite de vaca, ovelha e cabra, envolvido em folhas de castanheiro e guardado em caves úmidas.

A fabada é a rainha da cozinha das Astúrias. É uma sopa feita com feijão, tocinho, morcela, chouriço, presunto, costelas e orelheira de porco.


Se gostas de peixe, as costas rochosas das Astúrias oferecem abundantes meros, tamboris, lagostas, gambás e lagostins. A Caldereta é um ensopado de mariscos e peixes com uma mistura de aromas e sabores. Fabes con almejas é um delicioso guisado de favas com amêijoas.

Castilla e León

A zona desde Castilla-León até Madrid é uma região com numerosos castelos, catedrais majestosas e fortalezas antigas que existem desde a Idade Média. A comida mais típica desta região são os assados de cordeiro e de leitão (cochinillo). Abrem os cordeiros e os leitões a meio e assam-nos lentamente num forno grande e tradicional a lenha e servem-nos com batatas e pão. A cidade mais famosa para comer estes assados é Segovia, mas também são famosos em Sepúlveda, Ávila e Salamanca.
Outras especialidades típicas desta região são o queijo de ovelha, a morcilla de León (morcela feita de sangue, pão e cebola) ou de Burgos (morcela de sangue e arroz), o chorizo (chouriço) e o jamón serrano (presunto) de Salamanca. O Hornazo é uma massa de pão com presunto, chouriço e salsichão dentro, típico de Salamanca. Há um cozido especial desta zona que se chama cocido maragato, idêntico ao de Madrid mas servido de maneira diferente.

Galiza

A Galiza (Galicia) está situada a noroeste de Espanha e tem uma costa rochosa espetacular que proporciona um habitat único para os mariscos e o peixe. As vieiras, também designadas como as conchas dos peregrinos, são grandes e muito saborosas. Podem-se comer diretamente retiradas da água com sumo de limão; assadas nas suas próprias conchas e regadas com o vinho local chamado Albariño das Rías Baixas ou panadas e com especiarias. Também vale a pena provar as fantásticas percebas e as ostras. Para preparar o Polvo à Galega (Pulpo a la gallega) é necessário golpear primeiro o polvo e cozê-lo para que amoleça, cortá-lo e juntar-lhe sal, azeite e colorau. Serve-se com cachelos, as batatas galegas.
Lacón con grelos, o lacón (que é similar ao presunto mas não é fumado) é guisado lentamente com os grelos. Empada galega (Empanada gallega) é empada com carne, pimento e tomates. Para agüentar o frio duro do Inverno nas montanhas de León e a humidade da Galiza há guisados que aquecem o corpo como o pote galego (pote gallego) com chouriço, morcela, hortaliças, favas brancas e coração de couve. No final da comida, depois do vinho, bebe-se aguardente, que é um licor forte que se obtém destilando a pele das uvas. Às vezes este licor prepara-se numa caçarola de cerâmica, mistura-se com açúcar e acende-se fogo para queimar o álcool; é típica da Galiza e     chama-se Queimada.

Festas e eventos anuais

Janeiro


1 de Janeiro. Ano Novo. Festa familiar para celebrar a entrada do novo ano.
2 de Janeiro: Festa da reconquista em Granada

6 de Janeiro: Dia dos Reis Magos é o dia mais importante do Natal para as crianças espanholas. As crianças deixam os seus sapatos fora para que os Reis Magos metam lá as prendas. Em todas as cidades de Espanha os três Reis desfilam num carro ou num  camelo na noite anterior, no dia 5 de Janeiro.
Mais...
17 de Janeiro: San Antón. Os Madrilenos levam os seus animais de estimação às igrejas para que sejam benzidos.

Festival de Teatro de Málaga. Celebra-se todos os anos entre os meses de Janeiro e Fevereiro.  

Fevereiro

Carnaval. Em quase todas as cidades celebram-se festas com disfarces, sendo as cidades mais famosas Tenerife, Cádiz ou Sitges (Barcelona). Mais...

Março

Primeira semana de Março. Rali Internacional de Carros Antigos. Sitges (Barcelona)
19 de Março: Las Fallas de Valencia.
Durante esta noite queimam figuras enormes, até 10 metros de altura, feitas de cartão e madeira que ardem até ao mais alto do céu de Valencia. As figuras são representativas e normalmente criticam a atualidade política e social. Mais...

Abril

Semana Santa. É a festa espanhola mais piedosa e espetacular. Há procissões religiosas em toda a Espanha, sendo mais famosas em Sevilla, Valladolid, Toledo, Murcia e Cuenca. Mais...

El Lunes de Aguas. Em Salamanca. Ocorre na segunda segunda-feira depois do Domingo de Ressurreição. É uma festa tradicional que repete o costume dos estudantes da Universidade de Salamanca que, depois da Quaresma e da Semana Santa, podem voltar a desfrutar da boa comida e boas companhias. É costume ir fazer um piquenique e comer o hornazo.

Mouros e Cristãos em Alcoy (Alicante). Celebra-se desde há mais de duzentos e cinqüenta anos, começando com o vistoso desfiles de Alardos e recordando o sucedido na batalha de 1275 quando os cavaleiros católicos e o seu patrono, São Jorge, reconquistaram a cidade e expulsaram os invasores mouros.

23 de Abril. Dia do Livro. No aniversário da data da morte do escritor Miguel de Cervantes celebra-se o Dia do Livro. As livrarias estão abertas todo o dia e fazem descontos no preço dos livros. Na Catalunha é tradição oferecer um livro e uma rosa aos amigos mais queridos. Em Alcalá de Henares todos os anos no dia 23 de Abril o Rei de Espanha visita Alcalá para fazer a entrega do Premio Cervantes, o ´Nobel´ da literatura mundial escrita na língua espanhola numa cerimônia solene que ocorre no Paraninfo da Universidade.  Também neste dia começa uma feira do livro em Alcalá de Henares.

23 de Abril a 4 de Maio. Feria del libro antiguo y de ocasión. Feira do livro antigo que decorre no Paseo de Recoletos de Madrid

23 de Abril. Festa da Comunidade de Castilla e León. Celebra-se a batalha de Villalar ocorrida no dia 23 de Abril de 1521 durante o reinado de Carlos I de Espanha.

Feira de Abril (Sevilha) representa a hospitalidade de Andaluzia. Muitos homens e mulheres vestem durante estas festas os trajes típicos de Andaluzia, dançam sevilhanas e flamenco e montam a cabalo. Esta feira é única pela sua explosão de cor, música e baile. Mais...

23 de Abril a 1 de Maio. Festival de Cinema Espanhol de Málaga. Converteu-se num dos festivais de cinema mais importantes e reconhecidos de Espanha.

Maio

1 de Maio. Día de trabajo. Dia do trabalho.

2 de Maio. Fiestas del Dos de mayo. Dia da Comunidade de Madrid.

Feira do Cabalo em Jerez. Concursos hípicos, corridas de touros, flamenco e baile.

15 de Maio: San Isidro. Duas semanas de corridas de touros em honra do patrono de Madrid. Além disso há concertos, atividades culturais e museus especiais.

20 de Maio. Romería del Rocío en Almonte (Huelva). A Romería é uma procissão andaluza, a cabalo e em carruagens, até à ermitã da Virgem del Rocío em Almonte, Huelva.

Cruces de Mayo. Cruzes de Maio: Há cruzes de flores de grandes dimensões colocadas nas ruas, praças, penhascos, instituições culturais, etc. As mais importantes são as de Córdoba e Granada mas também começam agora a aparecer em Málaga. Além das cruzes também se vêem os pátios, por exemplo em Córdoba, decorados com plantas e flores de cores exuberantes para culminar na Feira de Córdoba. Mais...

Finais de Maio. Feira de Córdoba. É uma feira inesquecível com a sua impressionante iluminação noturna e as suas encantadores barracas. Mais...

Junho

Princípios de Junho. Feira do livro novo no Parque do Retiro de Madrid.

Meados de Junho - meados de Julho: Festival Internacional de Música e Dança de Granada, com orquestras sinfônicas, companhias de ópera e ballet de todo o mundo para atuar no recinto da Alhambra.

Meados de Junho - meados de Agosto: Festival de Teatro Clássico, celebra-se no Teatro Romano de Mérida (Badajoz), construído no século I A.C. e bem conservado, para apresentar obras Gregas e Romanas em espanhol.

12 de Junho. San Juan de Sahagún. Patrono de Salamanca.

13 de Junho, San Antonio de la Florida (Madrid). Uma festa muito castiça no bairro da Moncloa.

18 de Junho. Festas dos Patronos da cidade de Málaga. San Ciriaco e Santa Paula. Há festas populares nesta data. Mais...

24 de Junho. A Noite de São João. Em muitos lugares de Espanha ainda se acendem fogueiras para celebrar o solstício de Verão. Mais...

25 de Junho: Corpus Cristi. Corpo de Cristo. celebra-se com procissões magníficas em Toledo e Sitges (Barcelona).

29 de Junho: A Batalha do vinho em Haro (La Rioja). As pessoas atiram umas às outras milhares de litros de vinho delicioso da Rioja. Pode ver-se como a gente usa a bota de vinho como única arma.

Julho

7 de Julho. San Fermines (Pamplona). É uma festa famosa porque soltam os touros pelas ruas de Pamplona (Navarra). Uma semana contínua de festas, beber vinho e espetáculos. Mais...

O domingo seguinte ao 16 de Julho. Procissão Marítima das Festas del Carmen. Em Málaga. Ocorre em muitos lugares da costa e também no el Palo. Mais...

25 de Julho. Patrono de Santiago.

 

Agosto

Muitas Festas locais celebram-se por todo o país em Agosto e Setembro. Concertos, fogos de artifício, feiras para as crianças, música e baile em muitas Plazas Mayores.
- Málaga: Feiras de Málaga por volta do dia 19 de Agosto. Um ambiente de festival com música, corridas de touros, festas e barracas. Mais...
- Alcalá de Henares: Festas de San Bartolomé por volta do dia 24 de Agosto. Festas, parque de feira ambulante, teatros nas ruas, fogos de artifício. Eventos especiais celebrados por cada Peña.


15 de Agosto. Dia da Assunção. Festa nacional que se celebra em muitas aldeias e cidades de Espanha.

El Místeri de Elche (Alicante) é a obra mais antiga de teatro religioso da Europa sobre o mistério cristão.

Meados de Agosto: A Semana Grande em San Sebastián com o Festival de Música na rua, fogos de artifício, eventos desportivos e Touros de fogo.

28 de Agosto: Batalha do Tomate cobre todas as ruas de Buñol (Valencia) com tomates. Mais...

Setembro

Primeira semana de Setembro: Motin de Aranjuez. Representação com trajes da época do Motin de Aranjuez, sucesso histórico que culminou na Guerra da Independência.

Começam no dia 8 de Setembro. Feiras da Virgen de la Vega.  Em Salamanca. Atividades para crianças, danças tradicionais, parque de feira ambulante, teatro, festas e fogos de artifício.

24 de Setembro: La Merced celebra-se em Barcelona com concertos, fogos de artifício e figuras de Gigantes e Cabeçudos.

Outubro

Semana de 9 de Outubro: Jornadas Culturais Cervantinas (Alcalá de Henares) mercado medieval, teatro e música.

12 de Outubro: Festa del Pilar (Zaragoza): As crianças de Zaragoza vestem-se com trajes regionais para as procissões religiosas e a competição do baile de la jota. Mais...

Novembro


1 de Novembro: Todos os Santos. Os espanhóis vão aos cemitérios para recordar os familiares falecidos. Mais...

Dezembro

6 de Dezembro: Dia da Constituição.

8 de Dezembro: La Inmaculada concepción

28 de Dezembro. É o dia dos Santos Inocentes. Normalmente fazem-se brincadeiras com mentiras entre amigos (idêntico ao dia das mentiras em Portugal - 1 de Abril). Em Málaga coincide com a Fiesta Mayor de Verdiales. Bandas de músicos e cantores percorrem algumas zonas da cidade. O verdial é, segundo alguns autores, o antecedente "pré-histórico" do flamenco.

Festas de Natal Mais...

31 de Dezembro: Noche Vieja, Passagem de ano. Muitos Madrilenos juntam-se na Puerta del Sol para comer as 12 passas, uma por cada badalada da meia noite. Mais...


Dados sobre Espanha

Nome completo do país: Reino de Espanha
Área: 504,784 km quadrados.
População: 40,5 milhões (nível de crescimento 0,1%)
Capital: Madrid (população 3 milhões)
Regiões: Espanha está dividida em 17 comunidades autônomas.
Nacionalidade: Espanhóis (apesar de que alguns catalães e vascos demonstrem vontade de independência)
Idiomas: Castelhano (oficial) 74%, Catalão 17%, Galego 7%, Vasco 2%
Zona horária: GMT/UTC + 1 hora no Inverno ou duas horas no Verão (do último domingo de Março ao último sábado de Setembro)
Religião: 90% católicos
Governo: Monarquia constitucional
Presidente: José Luis Rodríguez Zapatero
RNB: $720,8 bilhões
RNB per capita: $18.000
Crescimento anual: 4%
Inflação: 2,9%
Indústrias Principais: Têxteis e roupa, alimentação e bebidas, metais, produtos químicos, construção naval, turismo.
Mercados Principais: EU (França, Alemanha, Itália, Portugal, Reino Unido, Benelux), E.U.A.
Membro da U.E.: Sim
Participante da zona Euro: Sim
Bandeira: Três franjas horizontais de cor vermelho (superior), amarelo (dobro da largura) e vermelho, com o Escudo no centro da franja amarela; o escudo incluí o selo real encaixilhado pelas Colunas de Hércules, que representa duas montanhas (Gibraltar e Ceuta) uma de cada lado do Estreito de Gibraltar.

Dados para os viajantes

Visas: A Espanha, em conjunto com a Áustria, Bélgica, França, Alemanha, Itália, Luxemburgo, Holanda, Suécia, Dinamarca, Finlândia, Grécia e Portugal, formam parte dos países do Acordo Shengen, que estabelece a abolição das fronteiras físicas entre os estados membros. Os cidadãos dos E.U.A., Canadá, Austrália, Nova Zelândia, Israel e Japão são os que podem entrar em Espanha como turistas até 90 dias. Os que possuam passaportes da União Européia podem entrar e sair quando queiram.
Eletricidade: 220V, 50 Hz.
Pesos e medidas: Sistema métrico.
Turismo: 51 milhões de visitantes por ano.

Geografia

A Espanha e Portugal compartem a Península Ibérica, uma área quase quadrada no último canto do sudoeste da Europa. A Espanha ocupa 80% da península e tem quase 505.000 km quadrados o que a converte no país maior da Europa de Oeste, depois da França. Mais de metade do país está sobre planaltos e há cinco sistemas montanhosos importantes. Com uma altura média de 650 m, é o país mais alto da Europa depois da Suíça. A paisagem é muito variada, desde o deserto de Andaluzia até à terra úmida e verde da Galiza, desde as planícies de Castilla-La-Mancha queimadas pelo sol no Verão até aos Picos da Europa e os Pirineus cobertos de neve. O ponto mais alto é o Pico del Teide (Tenerife) de 3.719 m. As Ilhas Canárias, situadas no Oceano Atlântico a oeste de Marrocos, formam uma comunidade autônoma que pertence a Espanha.

Melhor período para visitar Espanha

Os melhores meses para visitar Espanha são Abril, Maio, Junho e Setembro (mais Abril e Outubro no Sul). Durante este período está bom tempo, evitando o calor que pode ser excessivo no Verão e o amontoamento de turismo espanhol e internacional. No entanto, há zonas de Espanha nas quais está bom tempo praticamente todo o ano. O Inverno na costa sul e sudeste é suave e o calor de Verão não é tão intenso no noroeste ou nas praias e montanhas do norte. Se queres conhecer as festas vê a lista de festivais.


Horário Comercial

Estabelecimentos Comerciais: Os horários comerciais da maioria dos estabelecimentos de todo o país são desde as 9H30 até às 14H00 e desde as 17H00 até às 20H00, de segunda-feira a sábado. Desde as 14H00 até às 17H00 os estabelecimentos estão fechados. Aos sábados, muitos estabelecimentos pequenos, por exemplo as tabacarias, estão abertos apenas até às 14H00. Os centros comerciais, os grandes armazéns e os supermercados mantém-se abertos desde as 10H00 até às 21H00 ou 22H00.
Restaurantes:
Os restaurantes estão abertos desde as 13H00 até às 16H00 para o almoço e desde as 20H00 até às 23H00 para o jantar. Nos restaurantes pequenos e nos bares é possível comer alguns menus a qualquer hora.
Bancos:
Os bancos estão abertos desde as 8H30 até às 14H30 de segunda a sexta-feira, exceto de Outubro a Abril em que estão abertos também aos sábados desde as 9H00 até às 13H00.
Serviços públicos:
A maioria dos serviços públicos, como por exemplo as Câmaras Municipais e os Centros de Saúde, estão abertos desde as 9H00 até às 14H00 de segunda a sexta-feira.


Cultura Espanhola
Don Quixote de la Mancha
Literatura Espanhola
Províncias e Cidades
Festivais Espanhóis
Tópicos de Espanha
Espanhóis Famosos
Cozinha Espanhola
Plaza Mayor de Salamanca
Guia de...
Cursos de Espanhol
Espanha
Málaga
Costa Rica
México
Recomendações

A Escuela Internacional permite experimentar um mundo muito variado e interessante. Em primeiro lugar, nas aulas aprendes rapidamente, numa atmosfera simpática e segura, sobre a cultura espanhola, a comida, os horários e as Spanish Student in Malaga festas. "  
Ver texto completo.

 

Canadá,
16 anos, Estudante